22 setembro 2008

preto no branco

(será mais um quase branco sobre um castanho - ou cinzento, dependendo do ecran)

Porque eu já tentei dizer uma e outra vez que o que para aqui vai é meu, que me reservo o direito de distorcer situações factuais, de as deturpar ou mesmo de as inventar, sem qualquer segunda intenção - geralmente. Mas garanto que a intenção que vem em segundo lugar, se vier, será sempre correctamente entendida pelo correcto destinatário.

Convidei-te para almoçar comigo? Não? Dei-te boleia nesse dia, por acaso?
Então não tens que te preocupar.

1 comentário:

Anna disse...

Credo... parece que o rapaz foi chamado à pedra.