13 agosto 2008

38 special


Vem comigo, vem dar este tiro no escuro, tu podes ajudar-me a ter a emoção que eu sei que a vida pode ter.
Que tem.
Vem, prometo que só te farei dar tiros certeiros, directos aos alvos que são os teus preferidos, as minhas mãos hábeis deixarão que sejas a arma fatal que sabes que podes ser.
Que és.
Que no fundo desse coldre não te fazes ouvir, o teu poder de fogo desaparece, num papel de arma de reserva, não foi para isso que te criaram, não foi assim que passaste os primeiros anos da tua existência. E tu nem sabes ser assim.
Vem, dá este tiro no escuro. Que com as faíscas do disparo se fará luz, fazendo com que os que vêm depois deixem de ser no escuro, nem será necessário gritar mais "fogo!" para que tudo esteja visível. Dá este tiro, sem medo que saia por uma qualquer culatra não visível, que pior que o medo do não ser é a certeza do saber como se é. E disso sei eu.

Vem. Enquanto há luz deste lado.



Expressão geralmente utilizada para designar um tipo de revólver, o "38 Special" é uma munição com aro, de fogo central, projectada pela Smith & Wesson. É mais utilizada em revolveres apesar de existirem pistolas que usam este cartucho. O 38 Special foi o calibre padrão da maioria das forças policiais nos Estados Unidos da década de 1920 até a de 1980.
(designa-se "38" pelo diâmetro aproximado de 0.38 polegadas)

2 comentários:

Anónimo disse...

Estive a ver este blog e gostei, quanto a este artigo...
Gostei da forma como é colocado o desafio, para quase um duelo!
Mas para os duelos da vida temos que estar preparados.
E no caso precisamos de saber se ambos pensam no mesmo objectivo / alvo de vida
por vezes precisamos de espaço e tempo para reflectir antes de apostar no tiro, e por vezes não temos os mesmos tempos e ritmos dos outros... nem sempre o tamanho da perna corresponde a igual passo!
Gostei da aposta pois acabei de fazer uma identica à pouco tempo...
Mas percebi que nem sempre os passos que vamos dando estam em ritmo, e por vezes as expectativas diferem e a transparencia do cristal necessária para alguns, para outros basta-lhes a transparencia do vidro ou inclusivé que ele apenas seja translucido.
Mas quando se trata de projecto de vida com a certeza dos alvos, aí confesso que também não há condições "enquanto há luz deste lado"... nesse caso háverá sempre luz desse lado porque a certeza é incondicional!
ACAT

Anna disse...

Uau!!!