03 junho 2007

... mas sei que estes merecem!

Disse que iria fazer algo sobre isto, a tal coisa que tinha começado ali. Para conseguir aqui chegar, tive que inquirir sobre o funcionamento de tal award, que desconhecia por completo.
Aparentemente, existe um conjunto de regras que devo cumprir: parte delas está cumprida com as indicações já dadas; quanto às outras, julgo não vir a cumprir do modo mais adequado, visto eu ser leitor (e por vezes comentador) regular de um conjunto reduzido de publicações alheias - falta de tempo e preguiça na base desta fraca cultura em ambiente web.
Pelo explicado, as minhas escolhas vão deixar de fora um conjunto grande de blogs merecedores de melhor e mais atenta leitura, que poderiam merecer lugar de destaque nesta lista. No entanto, tenho a certeza que todos os nomeados são efectivamente merecedores do destaque que lhes dou. A ordem com que os nomeio é uma ordem cronológica, de antiguidade de leitura (minha, claro).

1. susbtrato, publicado pelo Mostrengo Adamastor
Este foi o primeiro blog que li com interesse. Limitei-me a comentar (sob o insuspeito heterónimo de Insondável) até que, a certo momento, recebi do Mostrengo a motivação que está na origem deste espaço. Nas palavras dele, Bem Hajas! pela inspiração.

2. a crónica das horas perdidas, publicado pela Luna, que não tem nada melhor que fazer
Prendeu-me (e continua a prender) durante largos minutos, diariamente. Fez-me pensar, fez-me inclusivamente zangar com ela, ralhar com ela. Tem manifestamente mau feitio, tem claramente um jeito especial para colocar em palavras muito do que está à vista de todos e ninguém sabe ver. Em bom português.
Um dia, hei-de mandar-lhe flores.

3. o blog que era para não ter nome mas teve que ter, publicado compulsivamente pela Thunderlady
Escrita disléxica, intensa e intensiva, publica numa semana tanto quanto eu num ano inteiro, tornando tarefa impossível o encontrar um post que eu consiga destacar. Do cão do vizinho à corda da roupa, sem passar pela casa de partida, mania da música e de cabeça perdida na busca incessante do porquê. De ideias fixas, mas a aprender a ser tolerante. Um cérebro em mutação.
Uma boa amiga no bom caminho.

4. história interminável, publicado pela Tuxa
Escrita adulta, oriunda de desterro voluntário, um punho firme que é fruto da ponderação e do tempo de introspecção. Pensamento de elevada estatura, pragmática na resolução dos problemas. Uma pessoa... normal.

5. sem nexo nem sexo, publicado pela sem nexo nem sexo
Ideias soltas e fixas, escritas sem acentuação mas com acentos tónicos nos temas que escolhe. Senhora do seu nariz, evidencia uma grande paixão ao negar a mesma. O centro do mundo de um mundo que lhe causa revolta por não ser conforme se sonha. Sem papas nos dedos.
Tratem-na por Você... eu avisei!

São estes os meus nomeados. Continuem a fazer-me pensar, por favor.
E a sentir, também.

7 comentários:

Luna disse...

Mau feitio? Humpfff...
Muchas gracias. :)

sem nexo nem sexo disse...

Pela parte que me toca, agradecida.. no entanto essa do "você" é completamente dispensável no TEU caso...

Espero ter posto acentos em todo o lado...

Thunderlady disse...

:) Obrigada. Isto é o ricochete?

Bj

ThunderDrum disse...

Mais uma vez parabéns pelo prémio!

mostrengo disse...

Escreves é pouco! ;-)

Bem hajas, Insondável.

Tuxa disse...

De pessoa normal para pessoa especial, obrigada.

Cai de Costas disse...

Luna, até prova em contrário...

SNNS, fazem-me pensar, logo existo

Thunderlady: e tu?

Tambor, o prémio é teu por conseguires ler

Gigante, se eu apenas pudesse...

Tuxa, sou tão especial quanto me fazem