26 junho 2008

frangos V

ou
quarta-feira europeia

Mesmo com a nossa selecção fora de jogo, continuo a gostar de assistir a uma boa partida de futebol na televisão. Sem que tenha sido um grande jogo, assisti com prazer ao desafio de ontem: emotivo até ao final e a Turquia com a mesma sorte que nós.
Um dos aspectos que contribui para que eu aprecie (ou não) o jogo é a qualidade dos comentários, tanto forma como conteúdo. Se a forma da maioria dos comentários actuais - os de ontem incluídos - deixa a desejar face a alguns do passado, motivo de anedota, o conteúdo é agora bem mais informado, recheado de estatísticas, que vão quase até ao local de concepção, ao nome da professora da escola primária e à marca das primeiras chuteiras utilizadas pelas estrelas. De facto, um trabalho de pesquisa louvável por parte de quem quer fazer boa figura ao microfone da estação televisiva, adicionando um carácter informativo ao comentário.

No entanto, tudo isto cai por terra quando, na tentativa de dar forma ao conteúdo informado, são utilizados termos aparentemente educados; no caso de ontem, repetindo léxico já utilizado no passado, nomeadamente no jogo com Portugal, a selecção alemã foi diversas vezes denominada "a Mannschaft" - mais exactamente "a mãchaft", juntando ouro ao azul com a agregação de um sotaque lusitano à coisa.
(chamem-lhe preciosismos, mas eu gosto de saber distinguir um en de um een)
Ora o culto comentador, não fazendo a menor ideia que está a dizer simplesmente equipa - "a mãchaft" é "a equipa", o que equivale a dizer, sobre a Inglaterra, que "o team não chegou à fase final", ou, relativamente à França, que "l'equipe jogou pessimamente neste europeu" - revela que o tal aturado trabalho de pesquisa se limitou, afinal, a um rapar folhas de estatísticas de um qualquer site, e que sabe tanto da matéria quanto os seus antecessores.

Gabriel Alves, volta: estás perdoado.

2 comentários:

45 Graus disse...

...estaria ele a pensar em "overhead camshaft" :)

"Vorsprung durch Technik"

Cai de Costas disse...

A swinging heavy shaft over his head talvez resolvesse a questão; e isso sim, seria um verdadeiro Vorspung durch uma técnica de comentário decente.