09 abril 2009

desporto

É claro que a vitória tem sempre um sabor mais doce que a derrota, não é natural que se goste de perder. Não sou excepção, gosto de sentir estar em vantagem, tenho prazer em chegar aos objectivos que traço, é evidente que sair vencedor é bem melhor que sentir-me derrotado. E gosto de desafios, dos difíceis, dos complicados, de ter contra mim todas as probabilidades, de ser o David nos duelos. E, mesmo em situações dessas, geralmente a vitória está ali, ao alcance da mão, basta jogar da maneira certa, ser arguto na definição da estratégia, ser hábil no desenho da táctica, ser bom observador e estar atento aos movimentos do adversário. Basta ser inteligente. Não me queixo.
Mas tudo perde o interesse quando a vitória se torna uma fixação. Nesse momento, a fonte de prazer torna-se em motivo de preocupação, perverte-se todo o sentido do jogo e deixamos de jogar pelo prazer de jogar, passamos a jogar apenas para ganhar. Ou para não perder. E eu, apesar de não me importar por não ganhar, apesar de em nada me importar de perder por uma boa causa, servir a quem vence, continuo a não gostar da derrota, vai contra os meus princípios. Não é a minha natureza.
É perder ou ganhar.
Tal como querer devia ser poder. E eu posso, sempre que quero; mas prefiro não ganhar a ganhar dessa maneira, que levem a taça numa bandeja. É a minha natureza.
E não, não espero que compreendam.

6 comentários:

Stiletto (prev My Space) disse...

Eu odeio perder. Mas a verdade é que não posso ganhar sempre. Porque pura e simplesmente há coisas que estão acima das minhas possibilidades. Por mais que eu me esforce.
E tu também não. Por mais que queiras. Por mais inteligente que sejas. por mais que te esforces..

Cai de Costas disse...

Eu ganhei, mesmo sem querer, sem me esforçar.
E não, não espero que compreendam.

Anónimo disse...

Não, não espero compreender, mas sei que o levar a taça numa bandeja está longe de querer dizer que se ganhe. Pode apenas significar que o jogo acabou e que o adversário esteve apenas a jogar para não perder, estando-se, no entanto, nas tintas para ganhar.

i.

Stiletto (prev My Space) disse...

Agora estás a particularizar.. ;-)

Anónimo disse...

Tu és um excelente jogador, portanto não abandones o jogo a meio. Tenho a certeza que está ganho. E que se F... as taças!!!

Cai de Costas disse...

Sem particularizar. Em particular, ganhei na mesma: mas não gosto de ganhar assim.