30 outubro 2008

Um dia, a dança de cardinais terá fim.

3 comentários:

My Space disse...

Eu, se fosse a ti, ou se tu fosses eu, não mudaria mais.
Deixaria ficar as it is... até porque a maneira como nos vemos faz (ou não) as coisas acontecerem como queremos.
Até porque é sempre melhor chegar à frente, é sempre melhor caminhar à frente... dá-nos um espirito ganhador que, qual Rei Midas, se reflecte em tudo o que tocamos.
Mas claro, eu não sou tu...

Cai de Costas disse...

Se tu fosses gajo?

My Space disse...

Sim, eu eu fosse gajo..
E sim, sendo eu gaja..