26 março 2009

this mortal coil

Os anos e o peso deles; o tempo, essa dimensão imoral, que não pára nem perdoa. A memória, que se estende a décadas, abrangendo dois séculos; os que nos antecederam e desapareceram, uns no tempo justo, outros bem antes dele; os que nos sucedem, os filhos, que dizemos nos fazem velhos. Os netos...
Já fui avô. Relação afim, já assisti a esse estigma, já o senti em pele alheia, perto da minha. Dada a afinidade e os hábitos então vigentes, a voz infantil apenas proferiu o meu nome e não a relação que nos unia, pelo que ouvir pela primeira vez e sentir-me classificado como alguém a três gerações de distância...
Dizem que a verdade vem da boca das crianças; eu digo que não as educam.

4 comentários:

eu... disse...

Diz que sim, mas eu digo o mesmo que tu.

Stiletto (prev My Space) disse...

ah ah ah! E eu digo que tens mau feitio.

Stiletto (prev My Space) disse...

Vozes de burro não chegam ao céu. Nunca ouviram dizer?

Cai de Costas disse...

Céu? Ena!