31 julho 2007

we have lift off

com um brilhozinho nos olhos


Caros Amigos,

Deixo hoje de fazer parte do Grupo que integrei no dia 1 de Outubro de 1992.

Foi nesse dia que, munido de um CV que evidenciava uma curta experiência de 3 anos na área do Serviço, iniciei a minha carreira no sector de Peças com a categoria profissional de Inspector Comercial, actividade que desenvolvi nos 6 anos seguintes. Em paralelo, virtude do tal curriculum anterior, foi-me dada a oportunidade de tomar parte noutras iniciativas promovidas pelo Grupo, nomeadamente na competição automóvel, na qualidade de responsável técnico do saudoso Troféu *****, e integrando os diversos júris dos concursos ******.
Chefiei a equipa de Delegados de Peças de que inicialmente fiz parte, para tempo depois, e durante um curto espaço, assumir a responsabilidade do negócio de Peças do ******. No final de 1999, circunstâncias deixaram em aberto o lugar de Director de Peças do ****** e o Grupo decidiu correr o risco de me deixar tentar desempenhar essa função. Julgo não me ter saído mal…

Mais recentemente, a ******.
Um projecto desenvolvido por uma equipa que integrei e ao qual foi decidido que seria eu a dar corpo. Uma empresa desenvolvida a partir de uma folha em branco, um enorme desafio ao qual me dediquei de corpo e alma: infelizmente, não teve o sucesso esperado, ou, pelo menos, no tempo esperado, sendo o meu afastamento do projecto – e do Grupo – a consequência deste insucesso.

Devo dizer que não reside em mim qualquer tipo de mágoa pelo modo como termina a minha colaboração neste Grupo: fica, isso sim, o sentimento de gratidão pela forma respeitosa como sempre me senti tratado e pelas sucessivas oportunidades que decidiram dar-me. Foi aqui que aprendi muito do que hoje sei, foi nesta Casa, que me viu ser pai, que assistiu ao meu divórcio, que me apoiou em momentos menos fáceis da minha, que me tornei em muito daquilo que hoje sou.
Foi também a esta organização que dediquei alguns dos melhores anos da minha vida – “alguns”, pois os melhores estarão ainda para vir.

Falhei em muitos momentos, não tive um desempenho livre de erros, tenho a certeza; tenho também a certeza de que estive aqui para servir a empresa e não para dela me servir. Com a consciência de que coloquei sempre os demais interesses acima dos meus, em primeiro lugar os da empresa, em segundo os dos colaboradores que tive a honra de chefiar, julgo ter conseguido conquistar o respeito dos que comigo colaboraram e conviveram ao longo destes curtos 15 anos.

Por mais curtos que me tenham parecido os anos, fica aqui mais de um terço da minha vida, vida essa que tem que continuar: por isso, terei que ir perdendo esta mania que até hoje se mantém de me preocupar com esta empresa e com o futuro dela e das pessoas que nela trabalham: porque a sinto ainda como minha.
Mas isto passa…

Obrigado aos que me apoiaram, ajudaram e, tantas vezes, me ouviram e aturaram, tornando esta minha experiência em algo digno de ser recordado: bem hajam.
Um forte abraço, os mais sinceros desejos de sucesso para todos vós.

Até sempre!

8 comentários:

ThunderDrum disse...

Boa sorte para o início desta nova etapa!!!

O Carmo e a Trindade disse...

Tudo correrrá bem, é só mais uma fase da tua vida. Como tantas outras!

maria disse...

Eu avisei que era uma sentimentalona...:)))
Felizes dos que tiveram oportunidade de partilhar contigo estes 15 anos.
Não esqueças uma das tuas melhores frases Foi também a esta organização que dediquei alguns dos melhores anos da minha vida – “alguns”, "pois os melhores estarão ainda para vir".
Pensamento positivo.
Boas Férias!!!!

pensamentosametro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thunderlady disse...

Bom dia

:)

pensamentosametro disse...

Há 10 anos vivi uma situação mais ou menos parecida, talvez pior porque tive que negociar despedimentos com cerca de 150 pessoas, mas não só sobrevivi como hoje esteja muito mais feliz e realizada embora po vezes me farte de refilar, é patológico. Ânimo! sei que o meio empresarial português não é nada por aí além e o sector automóvel então...mas bons profissionais são sempre bem acolhidos noutras casas basta "só" ir à luta.

Bjos

Tita

MiSs Detective disse...

boa sorte para os novos caminhos :)

Thunderlady disse...

Tens um desafio no meu blog, neste link: http://oblogquetevequeternome.blogspot.com/2007/08/desafio-da-wednesday.html

Beijo e "welcome back" :)